Safra 2014/2015 pode ultrapassar 200 milhões de toneladas

De acordo com o 4º levantamento divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta sexta-feira (9), a produção brasileira de grãos na safra 2014/15 alcançará aproximadamente 202,18 milhões de toneladas, quantidade que supera a safra anterior em 4,5% e equivale a 8,75 milhões de toneladas a mais. A pesquisa foi feita entre os dias 14 e 20 de dezembro, em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cooperativas, secretarias de agricultura, órgãos de assistências técnica e extensão rural, agentes financeiros e revendedores de insumos. Foram levantadas informações de área plantada, produção estimada, produtividade média, desenvolvimento das culturas, tecnologia empregada, evolução das colheitas, entre outras variáveis.

Apesar do atraso das chuvas que afetou o início do plantio, a soja se mantém em destaque, chegando a uma produção de 95,9 milhões de toneladas, ultrapassando a safra anterior em 11,4%. Um acréscimo de 9,79 milhões de toneladas em relação ao desempenho da safra anterior. Em área, o crescimento foi de 4,8%, passando de 30,1 para 31,6 milhões de hectares.

O trigo teve seu desempenho negativado por questões climáticas, deste modo sua produção estimada no início de safra regrediu de 7,6 para 5,9 milhões de toneladas. Para o milho a expectativa é de uma pequena queda de 1,1%, mantendo-se próximo ao estável.
Na safra anterior foram colhidas 79,9 milhões de toneladas, e para esta espera-se que a produção chegue a 79 milhões.

A área total de grãos também deve aumentar de 56,98 para 57,8 milhões de hectares. Um acréscimo de 1,3%, igual a 766 mil hectares.

Fonte: Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

 







Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>