Colheita do feijão em Sergipe começa com expectativa de boa safra.

Em Poço Verde, lavouras se espalham por sete mil hectares. São dois mil hectares a mais que no ano passado.

A colheita do feijão começou em Sergipe. Ao contrário do que aconteceu nos últimos anos, a expectativa é de uma boa safra. Em Poço Verde, no sertão de Sergipe, as lavouras se espalham por sete mil hectares, dois mil a mais que no ano passado.

Foi a chuva que animou o agricultor Roberto de Sousa a plantar esse ano. Ele colheu todo o feijão que plantou nos dois hectares: 20 sacas do grão e está muito feliz: “Vou pagar uns débitos e comprar algumas coisas”.

A última vez que se viu tanto feijão na região foi há quatro anos e, como a safra superou todas as previsões, não falta trabalho para ninguém. Poço Verde, que é o maior produtor de feijão do estado, deve colher até setembro 8,5 mil toneladas do grão. Desde que a colheita começou, a agricultora Luzinete Nascimento não fica em casa. Ela tem serviço todos os dias: “A gente fica muito feliz, porque a gente luta pra conseguir ter o trabalho assim. Se não tiver a chuva pra ter o trabalho, a gente não vive”.

Tanta fartura de feijão fez o agricultor afastar de vez o medo da seca e, pelo menos, por enquanto, os dias difíceis ficaram para trás. “Está todo mundo satisfeito, o tempo ajudou o feijão de qualidade. A gente é só alegria, porque vai dar pra pagar as contas”, comemora o agricultor Osvaldo Rodrigues.

A safra de 2017 em Poço Verde será seis vezes a do ano passado, que foi afetada pela seca.

Fonte: Globo Rural







Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>